1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Moçambique

Afonso Dlhakama "namora" eleitorado de Nampula

Em Moçambique o líder da RENAMO, maior partido da oposição, Afonso Dhlakama, está na província de Nampula a fazer a sua campanha eleitoral. Nampula é o maior círculo eleitoral do país e um dos bastiões da RENAMO.

default

Afonso Dhlakama, líder da RENAMO, o maior partido da oposição em Moçambique

Com mais de 2 milhões de potenciais eleitores a província de Nampula, que é o maior círculo eleitoral do país, espera eleger no escrutínio de 15 de outubro próximo 47 deputados para a Assembleia da República e 92 membros para a Assembleia Provincial.

Estes números fazem com que os candidatos das três maiores forças políticas que concorrem às presidenciais olhem para este ponto do país como sendo uma região estratégica para vencer as eleições legislativas, presidenciais e provinciais de outubro.

É neste contexto que o líder da RENAMO, Afonso Dhlakama, na sua chegada à província de Nampula, disse que foi pedir o voto macua, etnia predominante na província, para que o país seja governado com justiça e harmonia social.

O presidente do maior partido da oposição prometeu: "O Dhlakama vai governar com respeito, o Dhlakama vai governar com democracia, o Dhlakama vai governar com justiça, o Dhlakama vai respeitar, o Dhlakama é do povo. É servidor e aceita sacrificar-se por este povo e por isso a prova está aqui."

Mosambik Straßenverkäufer informeller Markt

Vendedoras de rua em Nampula

Mensagens de Dhlakama ao eleitorado

Afonso Dhlakama, foi recebido por uma grande moldura humana, num ambiente de festa, depois de quase dois anos que deixou a província de Nampula e se instalou nas serras da Gorongosa, na províncvia de Sofala.

Numa das suas mensagens o líder da RENAMO, afirmou que um dos candidatos sérios e capaz de governar o país, é ele próprio e o seu partido, porque voltou da Gorongosa "motivado e com sucesso".

Num outro ponto da sua intervenção de campanha, Dhlakama desclassificou os seus opositores: "Vim cá pedir votos, os outros são miúdos que ainda não têm experiência e só querem aparecer porque, enfim, nós os produzimos."

E o líder do maior partido da oposição deixou claro que a sua estratégia agora é outra: "É preciso olhar para a cara das pessoas, ouvir pessoas que falam do fundo do coração. Não vim cá para brincar com a população de Nampula, votem em mim, vou fazer escolas... este já não é tempo de brincar. As pessoas devem olhar e ver que, de facto, esta pessoa vai nos governar bem."

Mosambik Stadt Nampula

Uma das avenidas de Nampula

O périplo prossegue na província

Importa referir que, Afonso Dhlakama, na sua caça ao voto pela província de Nampula, vai pedir votos nos distritos de Nacala-porto, Angoche, Ilha de Moçambique, Moma e Murrupula.

Antes de chegar a Nampula, o líder da RENAMO esteve em Chimoio, província central de Manica, onde afirmou que, ao contrário dos outros candidatos às presidenciais, ele conhece e vive os problemas do pais, algo que o deixa melhor posicionado para gerir as dificuldades económicas e sociais de Moçambique.

Ouvir o áudio 02:34

Afonso Dlhakama "namora" eleitorado de Nampula

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados