1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

NOTÍCIAS

236 pessoas morreram em ataque acidental na Nigéria

São dados do último balanço das autoridades do estado de Borno, no nordeste do país. A Força Aérea nigeriana atacou, acidentalmente, um campo de refugiados.

Este sábado (21.01), o presidente do governo local do estado de Borno, Babagana Malarima, afirmou que "234 mortos foram sepultados" e "dois outros feridos, levados para Maiduguri, morreram", acrescentou. Segundo a organização Médicos Sem Fronteiras, a maioria das vítimas são mulheres e crianças. Pelo menos seis voluntários da Cruz Vermelha estão entre as vítimas mortais.

O alvo da Força Aérea nigeriana era o grupo extremista Boko Haram. No entanto, por engano, o ataque da última terça-feira (17.01) atingiu um campo de refugiados, que alberga precisamente pessoas que fugiram daquele grupo extremista nigeriano. O ataques aconteceu quando funcionários de ajuda humanitáris distribuíam comida em Rann, uma pequena localidade junto à fronteira com os Camarões, onde se estima que entre 20 mil a 40 mil pessoas estejam refugiadas.

O exército nigeriano reconheceu o erro e lamentou as consequências do ataque acidental.

Rann só ficou recentemente acessível à ajuda humanitárias devido à melhoria das condições de segurança. Mas, na noite de quinta-feira (19.01), as forças de segurança anunciaram que o Boko Haram lançou um ataque a Rann, que foi repelido, matando pelo menos 14 insurgentes.

Entretanto, no vizinho Níger, pelo menos dois soldados morreram e sete ficaram feridos. Foram vítimas de um ataque surpresa, lançado na noite de sexta-feira para sábado (21.01), pelo Boko Haram contra uma posição do exército no sudeste do Níger, próximo da Nigéria.

Leia mais