14ª jornada da Bundesliga: Schalke e Colónia jogam com relato em direto na DW África | Internacional – Alemanha, Europa, África | DW | 01.12.2017
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Bundesliga

14ª jornada da Bundesliga: Schalke e Colónia jogam com relato em direto na DW África

Um Schalke de topo recebe um Colónia dececionante, numa partida que ambos querem ganhar, embora por razões bem diferentes, e com transmissão direta na DW África, este sábado (02.12), às 17h25 (hora universal)

A Bundesliga volta este fim de semana a apaixonar os adeptos do futebol mundial, com a 14ª jornada e um conjunto de jogos de grande cartaz. Após 117 partidas e 1607 golos marcados, a liga alemã entra em dezembro com muitas questões por responder, com imensos desafios para resolver. Algumas decisões podem começar a ser tomadas já este fim de semana...

Freiburg (16º, 11 pontos) x Hamburgo (15º, 13 pontos), sexta-feira, 1 de dezembro

Muito próximos na tabela, Freiburg e Hamburgo abrem as hostilidades da ronda, jogando no Schwarzwald Stadion uma cartada muito importante na luta pela fuga aos lugares mais baixos da tabela. 

Aparentemente em recuperação, com três vitórias nas últimas quatro partidas, o clube da cidade portuária viaja com veia goleadora (apontou 12 golos e sofreu apenas um nos derradeiros jogos em casa). Este é um jogo que poderá servir para confirmar o bom momento e inverter a tendência negativa como visitante, condição em que o Hamburgo ganhou apenas um encontro e perdeu cinco.

Já a equipa de Christian Streich, que apenas perdeu com o Schalke nos encontros perante o seu público, apresenta uma curiosa tendência para marcar nas segundas partes: seis dos seus nove golos surgiram nesse período. Aliás, trata-se do conjunto com o terceiro pior ataque da prova.

Bayern Munique (1º, 29 pontos) x Hannover (10º, 19 pontos), sábado, 2 de dezembro

É um verdadeiro rolo compressor na Allianz Arena, o Bayern agora em versão Jupp Heynckes. Os bávaros só cederam um empate caseiro (a dois golos, com o Wolfsburgo, e há quase dois meses e meio), mas deixam uma interrogação: terá sido a derrota em Monchengladbach, na passada semana, obra do acaso, ou corresponderá a uma quebra efetiva do rendimento coletivo da equipa?

Fußball Bundesliga FC Bayern - FC Augsburg (Getty Images/Bongarts/S. Widmann)

Arturo Vidal (Bayern Munique)

Depois de nove jogos consecutivos a ganhar (incluindo também partidas para a Taça da Alemanha e para a Liga dos Campeões), o percalço frente ao Borussia adensa a expetativa para a receção a um Hannover equilibrado. 

Repartindo o oitavo posto com Augsburg e Eintracht Frankfurt, a equipa do jovem técnico André Breitenreiter não tem pressão na deslocação a Munique: tudo o que puder conquistar será muito positivo, numa época que, para já, parece correr de acordo com as projeções do conjunto da HDI Arena.

Hoffenheim (7º, 20 pontos) x Leipzig (2º, 26 pontos), sábado, 2 de dezembro

Eis uma saída de risco elevado para a equipa “confirmação” desta temporada. O Leipzig segue no encalço do Bayern (está apenas a três pontos dos líderes), procura ainda o apuramento para os oitavos-de-final da Liga dos Campeões e demonstra, no campeonato, que o seu projeto é consistente e pensado a longo prazo.

Tendo perdido pela última vez no estádio do Dragão (3-1, frente ao FC Porto), os comandados do austríaco Ralf Hasenhüttl conseguiram sete dos últimos nove pontos disputados na liga (apenas cederam um empate em Leverkusen, a dois golos). 

Em sentido inverso, o Hoffenheim não vence, em Sinsheim, para a Bundesliga, desde 23 de setembro (2-0 sobre o Schalke), e tem estado em queda na tabela, depois de um início promissor: nas últimas oito partidas, apenas conseguiu vencer em Colónia. Mas nada melhor do que um adversário da qualidade do Leipzig para empolgar e motivar os “azuis” da Rhein-NeckarArena…

Werder Bremen (17º, 8 pontos) x Estugarda (12º, 17 pontos), sábado, 2 de dezembro

É superior a 600 quilómetros a distância que separa dois dos mais tradicionais clubes alemães. Sempre que se encontram, o equilíbrio é a nota dominante: 101 jogos, 35 vitórias do Bremen, 32 empates e 34 conquistas do Estugarda. Os números não enganam, embora, na última rececão aos homens da floresta negra, o Werder tenha goleado por 6-2. 

É uma exceção que confirma a regra: são jogos muito equilibrados, disputados ao minuto e ao milímetro, por formações que, nos últimos anos, não têm conseguido evitar sobressaltos.

Parece suceder isso de novo esta temporada, com o Werder Bremen a somar, até agora, apenas uma vitória (4-0 ao Hannover no seu último encontro no Weserstadion), e o Estugarda a subir um pouco (sete pontos conquistados nos derradeiros quatro encontros). Equilíbrio, por certo a palavra-chave para este duelo de históricos.

Bayer Leverkusen (6º, 20 pontos) x Borussia Dortmund (5º, 21 pontos), sábado, 2 de dezembro

Um “clássico” na BayArena. O Bayer, com Heiko Herrlich a querer provar a justiça da oportunidade concedida para comandar um dos principais emblemas alemães, está numa excecional série de 11 jogos sem conhecer a derrota. E ninguém ainda passou, esta temporada, no seu reduto.

Um ponto acima, Aubameyang e companheiros perderam duas vezes fora no último mês (em Estugarda e Hannover). Aliás, o Borussia não ganha há seis jogos para a Bundesliga, há exatamente dois meses. O espetro de crise da “onda amarela” acentua-se também com uma presença modesta na fase de grupos da Champions, pelo que este duelo de vizinhos pode ser determinante para o futuro próximo do conjunto de Dortmund e do seu técnico Peter Bosz.

Mainz (13º, 15 pontos) x Augsburg (8º, 19 pontos), sábado, 2 de dezembro

Não se pode distrair, o Mainz. Tem apenas quatro pontos de vantagem sobre o antepenúltimo colocado, embora também esteja a cinco dos lugares europeus. O equilíbrio do campeonato alemão é bem espelhado na carreira da equipa de Sandro Schwarz, um dos mais ambiciosos técnicos da nova geração. Com o nigeriano Balogun e o marfinense Gbamin no plantel, o Mainz pode, em caso de vitória, encostar-se ao seu opositor.

O Augsburg tem revelado um comportamento para todos os gostos, e vem de três resultados diferentes nas últimas partidas. Fora de casa é um exemplo de equilíbrio, com tantas vitórias (duas) como empates ou derrotas. O ganês Opare (um dos jogadores mais utilizados pelo técnico Manuel Baum) vai tentar empurrar os companheiros para um bom resultado em Mainz. O empate já seria razão para festejar.

Schalke (3º, 24 pontos) x Colónia (18º, 2 pontos), sábado, 2 de dezembro, em direto na DW África, a partir das 17h25 (hora universal)

Assistir ao vídeo 01:25
Ao vivo agora
01:25 min

Bundesliga - Jornada 14

Será esta a derradeira oportunidade para o Colónia? Peter Stöger diz que sim. Para o técnico do “lanterna vermelha”, a deslocação a Gelsenkirchen é decisiva. A distância curta (menos de 100 quilómetros) é o oposto dos problemas que o Colónia deverá sentir. Com o pior ataque da prova (apenas quatro golos apontados), a equipa tem na finalização a sua principal pecha.

Ora golos é coisa que não tem faltado ao Schalke (apontou já 20), e há dois meses e meio que não perde em casa, onde apenas foi derrotado pelo Bayern Munique. O italo-germânico Domenico Tedesco é, aos 32 anos, o mais jovem treinador do principal campeonato alemão e está a realizar um meritório trabalho no clube da Veltins Arena.

Em síntese, um excelente jogo em perspetiva, para ser acompanhado, ao vivo, na DW África, este sábado, a partir das 18h25.

Hertha Berlim (11º, 17 pontos) x Eintracht Frankfurt (9º, 19 pontos), domingo, 3 de dezembro

O jogo do meio da tabela, nesta 14ª ronda. Dois lugares e dois pontos separam Hertha e Eintracht. Os homens de Berlim perderam no último jogo no estádio Olímpico (4-2 com o Borussia M’Gladbach), e vão ter pela frente uma das jovens revelações da prova: o jovem francês Sébastien Haller, de apenas 23 anos, melhor marcador do conjunto de Frankfurt, com cinco golos.

Mas o que mais surpreende é o registo do Eintracht fora da Commerzbank Arena: apenas uma derrota em sete jogos realizados, o que faz da equipa de Niko Kovac a segunda melhor visitante, só superada pelo Bayern Munique.

Um perigo, portanto, para o Hertha, esta visita do Eintracht à capital.

Wolfsburg (14º, 14 pontos) x Borussia Monchengladbach (4º, 24 pontos), domingo, 3 de dezembro

Dez lugares e dez pontos separam os dois conjuntos, mas a diferença de capacidades é provavelmente inferior entre Wolfsburg e Borussia. Aliás, a equipa visitada tem claudicado perante o seu público, ao ponto de apenas ter vencido uma partida e empatado cinco, o que pode ajudar os visitantes, que chegam à Wolkswagen Arena com 10 pontos nos derradeiros quatro encontros para a Bundesliga.

Estão a subir os pupilos de Dieter Hecking e, se outras provas fossem necessárias, a vitória do passado fim de semana sobre o Bayern comprovou o bom momento de forma. Mais três pontos em Wolfsburg e o Borussia confirmaria a candidatura a um lugar de topo nesta edição da Bundesliga.

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados