1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Angola

Últimos dias da mostra fotográfica sobre mulheres angolanas em Lisboa

Termina em Portugal, no próximo dia 24 de maio, a exposição “Mulher Angolana ao encontro do Desenvolvimento Sustentável” que já passou pelo Brasil e em breve deverá estar na Itália.

A mulher angolana e o seu papel no desenvolvimento sustentável são os temas dominantes de uma exposição fotográfica inaugurada há uma semana em Lisboa. A mostra fica nas instalações do Instituto Camões, na Praça do Marquês do Pombal, na capital portuguesa. A exposição reúne 34 peças em cubos iluminados que servem de suporte às fotografias.

As imagens retratam a mulher angolana da atualidade. Sejam elas médicas, donas de casa, advogadas, ministras ou professoras. Resumindo, de vendedoras ambulantes a camponesas. Todas apresentam um testemunho fiel sobre a realidade da mulher em Angola e em África.

A iniciativa é resultado de um concurso de fotografias que acontece todos os anos, desde 2008 e que, até agora, envolveu cerca de 700 fotógrafos profissionais e não profissionais. Ao todo, concorreram à mostra sete mil imagens, conta Rui Guerra, presidente do Conselho Executivo do Banco Espírito Santo Angola (BESA), um dos iniciadores da ideia.

Portugal Angola Ausstellung über angolanische Frauen in Lissabon Luandino Carvalho

"Temos uma porcentagem de inclusão do sexo feminino superior a muitos outros países”, diz Luandino Carvalho, de Angola

A mulher como pilar da sociedade

As fotografias levam à público também a mulher angolana e o contributo dela para o desenvolvimento sustentável, chamando a atenção para a importância da igualdade de gênero no desenvolvimento das sociedades africanas.

“Saio muito satisfeita com o respeito dado não somente à mulher africana e angolana, mas a todas as mulheres do mundo. A mulher tem uma força enorme. Ser mãe e dona de casa mostra que a mulher é quem sustenta o mundo”, opina a artista plástica angolana Armanda Alves, uma das visitantes da exposição. “Acho que a mulher tem capacidade para chegar onde quiser e onde lhe deixarem”, completa.

A Embaixada de Angola em Portugal é parceira do BESA nesta iniciativa. O adido cultural, Luandino Carvalho, vê na mostra a exaltação de uma, cada vez maior, inclusão das mulheres. “Particularmente falando de Angola, temos uma porcentagem de inclusão do sexo feminino superior aos índices de muitas outras sociedades no mundo”, diz Carvalho.

Portugal Angola Ausstellung über angolanische Frauen in Lissabon Amanda Alves

"Ser mãe e dona de casa mostra que a mulher é quem sustenta o mundo”, acredita a artista plástica angolana Armanda Alves

O percurso pelo mundo

A exposição, que esteve no Brasil - São Paulo e Rio de Janeiro - deverá ser levada a outros pontos de Portugal até ao final de 2014, prevendo-se que venha a estar disponível também em outros países, como confirmou Rui Guerra. A Itália poderá ser o próximo destino da mostra, declara ele. Em Lisboa, a mostra fica até dia 24 de maio.

O trabalho deu origem, em paralelo, a um livro com o mesmo título, que também retrata a mulher angolana, ilustrando os vários papéis desempenhados por ela na sociedade em prol do desenvolvimento sustentável.

A mostra é um projeto do Banco Espírito Santo Angola (BESA) em parceria com o World Press Photo (WPPH). A iniciativa é da Embaixada de Angola em Portugal e do BESA.

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados